De acordo com o jornal “Estado de S.Paulo”, inicialmente a validação só será feita por cartórios em capitais e no Distrito Federal, com previsão de chegar a todas as cidades até o fim do ano.

Atualmente o processo precisa passar por uma série de burocracias, como tradução juramentada, reconhecimento de firma, autenticação de documentos no MRE (Ministério das Relações Exteriores) e na embaixada ou consulado do país onde se deseje obter cidadania.

A lista de países inclui quase toda a Europa, além de Japão, Estados Unidos, Argentina e dezenas de outros signatários.

Fonte: https://viagem.catracalivre.com.br/geral/como-ir-viagem/indicacao/acordo-vai-facilitar-dupla-cidadania-de-brasileiros-em-111-paises/