São Paulo – Com o dólar turismo passando dos 4 reais, companhias aéreas continuam apostando em promoções para garantir voos cheios. É o que aponta pesquisa da agência de viagens online ViajaNet, que comparou os preços praticados pelas companhias aéreas em outubro e novembro deste ano com os valores cobrados no mesmo período do ano passado.

De acordo com o resultado do levantamento, a empresa encontrou preços até 46% menores este ano, em média. É o caso das viagens entre São Paulo e Madri, capital da Espanha. No período, a passagem aérea para o destino passou de 3.359 reais para 1.804 reais, em média, uma queda de 46,3%.

Em voos entre São Paulo e Miami, nos Estados Unidos, o preço médio dos bilhetes passou de 2.154 reais em outubro e novembro de 2014 para 1.259 reais no mesmo período esse ano, uma queda de 41,6%.

Se o destino for Lisboa, em Portugal, o preço médio da passagem baixou de 2.467 reais para 1.838 reais no período, um desconto de 25,5%. Para Santiago, no Chile, a passagem passou de 765 reais para 615 reais, em média, valor 19,7% mais baixo.

Veja abaixo os preços médios cobrados pelos bilhetes em outubro e novembro de 2014 e no mesmo período este ano, de acordo com pesquisa do ViajaNet::

Destino Preço em out/nov 2014 Preço em out/nov 2015 Variação
Madri R$ 3.359 R$ 1.804 -46,30%
Miami R$ 2.153 R$ 1.259 -41,60%
Lisboa R$ 2.467 R$ 1.838 -25,50%
Santiago R$ 765 R$ 615 -19,70%

Alex Todres, sócio-fundador do ViajaNet, aponta que a tendência de preços mais baixos deve se manter até o final do ano. “Estimamos que passageiros corporativos devem continuar a diminuir em um cenário de crise econômica, que deixa o orçamento das empresas mais apertado. Diante dessa menor demanda, os preços de voos para o exterior tendem a continuar caindo”.

Segundo Todres, a diminuição da frequência de voos por algumas companhias aéreas não foi suficiente para segurar os preços. “O consumidor encontra boas oportunidades.”

Baixa temporada também ajuda a economizar

O fim das altas temporadas de inverno no Brasil e de verão nos Estados Unidos e na Europa faz com que os preços dos voos fiquem mais vantajosos. A queda da demanda por voos permite encontrar até novembro passagens aéreas com valores menores do que os praticados no mês de julho.

Os destinos que têm o valor mais baixo em comparação ao período de férias partem de São Paulo e têm como destino: Buenos Aires, na Argentina; Madri, na Espanha; Lisboa, em Portugal; e Santiago, no Chile.

Quando comparados os preços das passagens em outubro e novembro com os valores praticados em junho e julho, partindo de São Paulo, houve uma queda de 28,21% no valor do voo para Lisboa e de 22,03% para Madri.

Na América do Sul, os destaques são as economias de até 15,49% na passagem aérea para Buenos Aires e de 12,61% para Santiago.

Além do preço do voo, serviços como hospedagem também costumam ficar mais baratos na baixa temporada.

Para fazer a viagem caber no bolso e driblar a alta da moeda, os viajantes podem mudar o perfil do passeio, aponta Todres. “Em vez de um hotel cinco estrelas, pode ser mais interessante preferir um com três estrelas”.

A  ferramenta Quando Viajar, da agência de viagens online, pode ajudar consumidores a descobrir em quais dias é possível encontrar passagens aéreas promocionais. A ferramenta permite identificar, por meio de gráficos, em qual período as passagens estarão mais baratas nos próximos seis meses em cada destino, conforme a duração da viagem.